Como escrever durante 1 ano mudou minha vida?

Sempre gostei de escrever, mas nunca imaginei que produzir conteúdos diariamente, se tornaria minha profissão. Sempre reflito sobre meus passos, projetos e sinto que estou a cada dia, mais integrada ao meu trabalho e agradecida por ter começado minha jornada.

Vou contar como fiz esta transição e no fim passar algumas dicas para você que quer começar a produzir conteúdo de qualidade e fortalecer sua identidade no mundo digital.

Minha vida antes de começar a escrever

Eu em 2014 trabalhava como gerente de marketing, em uma multinacional na área da saúde. Uma vida ocupada, cheia de compromissos, grandes eventos e reuniões intermináveis.

Sempre gostei de trabalhar nesta área e me sentia realizada profissionalmente. A grande questão foi a maternidade. Com o ritmo de vida que eu me encontrava, não sobrava tempo para curtir minhas duas filhas a Laura com 5 anos e a Helena com 3 anos.

Percebi que queria estar mais presente e participar de verdade na vida de minhas filhas. Este desejo se tornou maior do que seguir minha carreira corporativa.

O que me incomodava constantemente, era eu não ter ânimo para brincar, ler um livro ou fazer um jantar gostoso. Não me sentia presente em minha própria família. Você já sentiu isto?

O Júlio meu marido foi convidado para dar aulas no Paraná e eu não tive dúvidas. Aproveitei a oportunidade, saí do meu trabalho, fui reconstruir minha vida e me tornar uma mãe mais presente na família.

Nunca pensei sair do meu trabalho para cuidar dos filhos. Mas quando esta oportunidade apareceu em minha vida não exitei, e me joguei de cabeça.

Foram apenas alguns meses em casa, e um novo incômodo surgiu. Me sentia realizada como mãe, mas não me sentia completa como profissional. Quantas dúvidas enfrentamos durante esta fase não é verdade? Maternidade x Trabalho…

Neste momento nasceu um desejo enorme de ajudar mulheres, que como eu viviam esta grande dúvida: continuar trabalhando ou parar de trabalhar para cuidar dos filhos?

O que aconteceu quando comecei a escrever?

Montei um projeto o Caminhada reflexão e Arte. E como minha formação é o marketing, tratei de organizar uma fan page no facebook, um siteblog, conta no instagram e precisei começar de um dia para o outro produzir conteúdos para todas estas plataformas digitais. Divulgar meu negócio e o curso Florescer.

Comecei a escrever, produzir conteúdos, aprender a me colocar e falar com meu público. Contratei a Mayara Castro para me ajudar, afinal é muito importante termos alguém para nos orientar e nos ajudar a entender quais são as prioridades quando estamos trabalhando com produção de conteúdo.

Durante 1 ano inteirinho escrevi diariamente 1 post para o Facebook e 1 post para o Instagram do Caminhada Reflexão e Arte. E semanalmente escrevi 1 texto para o blog.

O que eu aprendi durante este ano escrevendo:

  • Não espere se sentir pronto para começar. Apenas comece a escrever;
  • Tente sempre responder uma pergunta ao produzir um texto;
  • Escreva para alguém, uma pessoa específica. Pode até mesmo ser para você. Se você escrever para todos não escreverá para ninguém;
  • Não fique esperando a inspiração vir. Sente-se e comece a escrever todos os dias um pouco. Você irá produzir textos bons, textos ruins e um dia sai um texto maravilhoso! Confie;

Escrever diariamente me fez rever muitas coisas sobre minha vida. Foi e continua sendo uma caminhada incrível. Eu fiquei viciada, comecei a ajudar pessoas, que como eu também precisavam de uma orientação para começar a escrever e para começar a divulgar seu negócio no mundo digital.

E sem eu perceber escrever conteúdo virou minha profissão. Trabalho produzindo conteúdos para quem precisa manter-se presente nas redes sociais com conteúdos interessantes, mas não tem tempo para produzir ou não sabe por onde começar.

Trabalho também com o projeto Caminhada Reflexão e Arte com o curso Florescer, ajudando mulheres a ter um respiro no cotidiano, se fortalecer e criar relações saudáveis na vida pessoal e no trabalho.

Aquela angustia de ter que optar entre a maternidade e a profissão não existe mais. Encontrei novas formas de trabalhar com mais flexibilidade e me sinto realizada como mãe e como profissional.

Espero realmente que você também encontre seu caminho. Se precisar de ajuda pode contar comigo!