Mente à deriva? Aprenda a administrar o seu pensar.

CaminhadaReflexaoArte-foco

O projeto Caminhada, Reflexão e Arte tem como base os princípios da Antroposofia. Juntos, trabalhamos questões relacionadas ao Pensar, Sentir e Querer. No post de hoje, vamos refletir sobre o Pensar.

Como é o seu dia a dia? Como você concilia as exigências do trabalho, da casa e dos filhos? Pediatra, ginecologista, manicure, academia, supermercado, trânsito, filas, atrasos, TPM. Quem está acostumada com a correria sabe que os imprevistos fazem parte. Quem disse, então, que conseguimos manter a paz de espírito?

"Por que a fila não anda?"

"Por que bem hoje a rua está interditada?"

"Por que tinha que ser comigo?"

Aquela irritaçãozinha começa a aumentar e, Murphy já previa: os contratempos também.

É péssimo quando nos sentimos frustradas porque coisas não deram certo, nao é? Será que não dá pra ser diferente?

Dá, sim.

Infelizmente, não conseguimos controlar os acontecimentos, mas precisamos aprender a administrar o nosso pensar.

Para onde vão os nossos pensamentos quando não estamos concentradas em algo especial? Para a divagação. Com a mente neste estado, tendemos a nos centrar em nossas preocupações - "Deveria ter feito aquilo e não isto. Será que fiz mal?".

A capacidade de raciocinar de forma independente, trazendo à tona pensamentos relacionados ao passado e ao futuro é o que nos diferencia dos outros animais. De acordo com Daniel Goleman, "até onde sabemos, nenhuma outra espécie é capaz de fazer essa troca radical de um foco externo para um foco interno". É por isso que nós, seres humanos, devemos trabalhar a autoconsciência.

A autoconsciência controla o nosso pensar, evitando que passemos por despercebido o momento presente. Precisamos, então, aprender a utilizar nossa atenção seletiva, pois ela nos ajuda ter foco ativo.

Segundo Daniel Goleman, existem dois tipos de Foco:

  • Foco Ativo - Quando selecionamos conscientemente para onde iremos direcionar nosso pensar

  • Foco Passivo - Quando deixamos nossa mente divagar sem consciência e automaticamente selecionamos nossas preocupações, voltando para o confortável atoleiro de nossas ruminações pessoais.

A dica do Caminhada, Reflexão e Arte para você que se identifica com esse comportamento é:

Mantenha a atenção no prumo e sempre que perceber que sua mente está digavando, traga-a de volta para o ponto focal. Além disso, a meditação é um ótimo exercício para praticar a atenção seletiva. Ao focar em nossa respiração, acalmamos e nos livramos dos sequestros emocionais provocados pelo stress e pela tensão.

Em nosso curso Florescer, praticamos exercícios que nos ajudam a trabalhar e refletir sobre o presente, de acordo com a ótica Antroposófica. Quer aprofundar melhor esse e outros assuntos?  Inscreva-se no Curso Florescer aqui.